A ecologia e as dinâmicas das populações de bactérias lácticas foram analisadas durante a fermentação maloláctica em vinhos Tempranillo de cinco adegas de Castilla-La-Mancha, em duas vindimas consecutivas (2006 e 2007). As bactérias foram estudadas utilizando a amplificação de ADN polimórfico aleatória mediante PCR (RAPD-PCR) e identificadas utilizando métodos moleculares e fenotípicos. A espécie predominante foi a estirpe Oenococcus oeni. Os genótipos variaram consideravelmente entre as colheitas de todas as adegas, embora tenham sido identificados alguns genótipos coincidentes nas diferentes adegas. Foram encontrados três genótipos presentes em todas as adegas em pelo menos uma das vindimas. Estes resultados confirmam a existência de genótipos iguais nas populações de O. Oeni que se podem considerar endémicos desta região vitícola e que desempenham um papel importante em todas as vinificações. Aconselhamos a leitura do texto integral. Título original: “Analysis of lactic acid bacteria populations during spontaneous malolactic fermentation of Tempranillo wines at five wineries during two consecutive vintages “