Um leitor de microplacas com 96 poços revelou-se um instrumento eficiente e de baixo custo para a análise completa dos compostos fenólicos nos vinhos tintos. Este instrumento aumentou três vezes a capacidade de análise, reduzindo o tempo necessário para a realizar. Como método de referência foi utilizado um espectofotómetro UV-VIS tradicional para validar o procedimento de análise dos taninos, dos compostos fenólicos reactivos ao ferro, das antocianas e dos pigmentos poliméricos grandes e pequenos. As análises dos compostos fenólicos reactivos ao ferro e das antocianas foram completamente adaptadas ao volume das microplacas. Para quantificação dos taninos e dos pigmentos poliméricos foram necessárias duas etapas prévias em tubos microfugas antes da transferência para a microplaca. Foram analisadas e comparadas 40 amostras de vinho representando 4 perfis de vinho diferentes utilizando os dois instrumentos diferentes. A diferença entre a microplaca e o espectofotómetro variou de 1 a 6% para os taninos, de 1 a 5% para os compostos fenólicos reactivos ao ferro, de <1 a 4% para as antocianas e de 0.50 a 6.66% para os pigmentos poliméricos grandes e pequenos. As maiores discrepâncias foram observadas no doseamento dos pigmentos poliméricos grandes, nas quais a diferença mais significativa foi de 6.66% para as amostars de Merlot de 2003. Aconselhamos a leitura integral do artigo. Título original: Evaluation of a Comprehensive Red Wine Phenolics Assay Using a Microplate Reader (American Journal of Viticlture and Enology).