Em 2013, a produção de vinho espumante no mundo atingiu o seu máximo desde 2002, estabelecendo-se nos 17,6 milhões de hL. Esta produção concentra-se maioritariamente em França, Itália, Alemanha e Espanha e que, juntos, revelam 63% do total mundial e também 87% do valor total de exportações de espumantes no mundo.

Em Portugal, a produção de vinho espumante de 2003/04 para 2014/15 cresceu 324%, fixando-se nesta última campanha nos 37,4 mil hL, sendo mais de 75% espumante branco.

As regiões de produção mais representativas são a Bairrada, Távora – Varosa, Península de Setúbal e Dão. Estima-se também que o consumo de vinho espumante per capita em Portugal seja de 0,34 litros, quando o consumo de vinho tranquilo é de 41 litros por habitante.

As vendas de espumante no mercado nacional aumentaram desde 2000 – 15,6% em valor – estabelecendo-se nos 106 milhões euros em 2014. Excluindo Champagne e Cava, as vendas de outros espumantes (maioritariamente espumantes nacionais) foram de 80 milhões euros no mesmo ano, sendo o retalho especializado o principal canal de comercialização na venda de vinhos deste segmento (ler mais).