Ténues odores de sulfídrico podem geralmente ser eliminados com um arejamento dos vinhos. O método mais usual para remover odores mais intensos de sulfídrico é um tratamento com sulfato de cobre. O objectivo destas experiências foi o de encontrar métodos possíveis para o tratamento dos odores de sulfídrico, tendo em vista uma redução considerável dos resíduos de cobre no vinho tratado. Os tratamentos com óxido de cobre não conduzem a resultados satisfatórios. Pelo contrário, a utilização de sais de cobre de ácidos carboxilicos foram testados com sucesso. Foi efectuada a comparação do sulfato de cobre com o citrato de cobre. Para se obter uma óptima distribuição no vinho, colocou-se o mesmo em tapetes transportadores. Foi utilizada uma bentonite altamente purificada com 2% de citrato de cobre. Vários testes foram efectuados em diferentes vinhos tintos e brancos afectados pelo odor a sulfídrico sob condições laboratoriais padrão. Com este propósito foram tratados 100 ml de cada vinho com quantidades crescentes de citrato de cobre, ou de sulfato de cobre. Após um tempo de contacto de 24 horas, estes foram filtrados, provados e subsequentemente determinou-se o valor em cobre residual. Os resultados mostraram que uma redução de 30 a 50 % na dosagem de citrato de cobre em comparação com o sulfato de cobre foi suficiente para eliminar os odores de sulfídrico no vinho. Em todos os casos, os testes de laboratório devem ser confirmados, nas condições da adega. Recomenda-se ainda, em todos os casos, efectuar uma determinação rigorosa da dosagem dos agentes de tratamento para os odores de sulfídrico. Para tal, existe um teste kit para determinação do citrato de cobre, concebido para facilitar o pré-teste, muito fácil de utilizar. Aconselha-se a leitura integral do texto, título original: WINE TREATMENT WITH COPPER CITRATE-A NEW, CAREFUL WAY TO ELIMINATE HYDROGEN SULPHIDE ODORS AND SIMILAR SULPHIDE OFF-ODORS IN WINE

Páginas relacionadas:​