O fenómeno de envelhecimento atípico (ATA) foi detectado pela primeira vez na Alemanha em 1988. Desde então, foram propostas numerosas soluções para o problema. No entanto, não existem ainda explicações sobre as causas do ATA ou sobre os motivos da sua ocorrência em determinados vinhos e não noutros. Somos unânimes em afirmar que o ATA tem origem na vinha e que as medidas enológicas podem, quando muito, retardar o seu aparecimento não conseguindo nunca, no entanto, resolver o problema completamente(…). Foi demonstrado que a carência de azoto e de água, uma colheita precoce, a concorrência com a cultura de cobertura e uma carga muito forte das vinhas pode estar na origem da ocorrência de ATA. Existem, no entanto, excepções à regra, e isto para todos os factores.
Documentos anexados