italianoenglishfrançaisdeutschespañolportuguês
Idioma
Pesquisa do site
  • » Novidades
  • » Robots equipados com luz UV para o tratamento do oídio

Robots equipados com luz UV para o tratamento do oídio

Robots equipados com luz UV para o tratamento do oídio

Primeiros robôs equipados com lâmpadas de luz ultravioleta que percorrem as vinhas à noite e são capazes de eliminar o oídio começaram a ser construídos e estarão disponíveis no mercado, ainda este ano.

Trata-se de unidades robotizadas desenvolvidas a partir de estudos realizados por investigadores da Universidade de Cornell (Cornell AgriTech, New York), em colaboração com outras instituições e universidades.

Os estudos deste grupo de investigação sobre a utilização da luz ultravioleta na eliminação do oídio da vinha remontam a 1991, tendo demonstrado, nos últimos quatro anos, a sua eficácia contra o oídio em morangos em ensaios de campo. Os últimos ensaios demonstraram igualmente a sua eficácia contra o míldio da uva.

Nesta primavera, foram realizados ensaios de campo com dois destes robôs em vinhas de Chardonnay. "Os testes realizados permitiram eliminar eficazmente o oídio, durante os últimos dois anos, efetuando um tratamento com periodicidade semanal", explica David Gadoury, o responsável pelo projeto.

Segundo os investigadores o oídio tem evoluído ao longo dos anos desenvolvendo, muito rapidamente, resistência aos tratamentos químicos. No entanto, a sua evolução também lhe concedeu um calcanhar de Aquiles: a adaptação aos ciclos naturais luz-escuridão.

A luz UV danifica o ADN e muitos organismos desenvolveram defesas bioquímicas que são ativadas pelo aparecimento da luz solar. Contudo, estes mecanismos de reparação não funcionam durante a noite, permitindo que a luz UV seja utilizada para controlar estes agentes patogénicos. Estas equipas utilizam lâmpadas que emitem uma dose baixa de luz ultravioleta, de modo a matar o organismo patogénico sem danificar a planta.

Em ensaios precedentes, foram usados tratores com lâmpadas UV montadas em série, mas que se revelaram pouco práticas. Os atuais robôs são veículos autónomos equipados para linhas de 8 por 4 pés.

Por outro lado, este grupo de trabalho multidisciplinar e internacional está a desenvolver tecnologias de imagem para deteção e quantificação nas folhas. Atualmente está a ser testada a versão 1.0 do robot, que aplica a mesma dose de luz UV a todas as plantas, sejam estas doentes ou sãs. O objetivo a longo prazo é combinar estas formas de deteção e tratamento em toda a vinha de uma forma automatizada.

Para mais informações sobre este projeto de investigação: http://lightandplanthealth.org/

 

 

Publicado em 20/07/2020
Páginas relacionadas
© Todos os direitos reservados
VAT: IT01286830334
ISSN 1826-1590
powered by Infonet Srl Piacenza
Política de privacidade
Este site utiliza cookies que são necessários para a finalidade descrita na política de cookies. Se quiser saber mais sobre cookies, consulte a política de cookies. Ao fechar este banner e ao navegar nesta página, clicando num link ou continuar a navegação de qualquer outra forma, está a concordar com o uso e política de cookies.
Mais informaçãoOK

- A +
ExecTime : 1,4375