italianoenglishfrançaisdeutschespañolportuguês
Idioma
Pesquisa do site
  • » Vídeos
  • » Obtenção da estabilidade proteica por hidrólise das proteínas instáveis do vinho

Obtenção da estabilidade proteica por hidrólise das proteínas instáveis do vinho

Rapidase® Proteostab, uma protease ácida ativa sobre as proteínas responsáveis pela turbidez

A estabilidade do vinho é um dos principais parâmetros qualitativos percebidos pelo consumidor. A presença, principalmente nos vinhos brancos e rosés, de proteínas instáveis pode causar a formação de turvação durante o armazenamento e transporte. As proteínas relacionadas com a patogénese (PR-proteins) são as principais moléculas instáveis responsáveis pela formação da turbidez proteica nos vinhos e por este motivo, devem ser eliminadas.

Rapidase® Proteostab é uma formulação enzimática líquida com atividade protease específica. Esta enzima é uma protease ácida, Aspergillopepsina I, produzida pela fermentação controlada de uma estirpe selecionada de Aspergillus niger. Rapidase Proteostab é ativa sobre as quitinases e proteínas do tipo taumatina, responsáveis pela formação da turbidez nos vinhos brancos, rosés, espumantes e tintos.

Remi Schneider, Gestor de Produtos e Aplicações da Oenobrands, participou no infowineforum 2021 para palestrar neste seminário sobre a aplicação de proteases na vinificação.

 

 

Da mesma forma, Matteo Marangon, da Universidade de Padova, concedeu uma visão geral sobre o estado da arte do mecanismo de formação da turbidez. Apresentando também uma discussão sobre os avanços mais recentes nesta área que têm permitido o desenvolvimento de estratégias inovadoras para a estabilização proteica dos vinhos.

 

 

Mais detalhes sobre Rapidase Proteostab aqui

 

fig1

 

Para mais informação :

A. Freitas Vilar, distribuidor exclusivo de Oenobrands em Portugallogo

 

 

Publicado em 20/07/2021
Fotos
Páginas relacionadas
    Video Clip - Doenças do Lenho da Videira #1 - Sintomas e Epidemiologia
    Toda a informação que necessita saber para identificar as DL
    Com este vídeo aprenderá a reconhecer os sintomas mais comuns das DL: Complexo de Esca, Eutipiose e Botryosphaeria Neste vídeo é também exibida uma versão simplificada dos ciclos de vida dos patóge...
    Publicado em:29/05/2017
    Video Clip - Doenças do Lenho da Videira #2 – Como prevenir a infecção
    Toda a informação que precisa saber para prevenir uma infecção causada pelos agentes patogénicos das doenças do lenho da videira (DL)
    Os agentes patogénicos que provocam DL são considerados patógenos “de feridas” ou oportunistas e geralmente podem infectar as videiras quando existe uma ferida aberta. Com este conhecimento é possí...
    Publicado em:30/05/2017
    Estado da arte na Investigação Científica sobre Flavescência Dourada
    François-Michel Bernard, IFV (Institut Français de la Vigne et du Vin)
    Este vídeo diz respeito à apresentação de François-Michel Bernard do IFV (Instituto Francês da Vinha e do Vinho) no congresso “SCIENCE & PRACTICE vs GRAPE TRUNK DISEASES & FLAVESCENCE DOREE” - Cone...
    Publicado em:29/12/2016
    Fermentação: as mais recentes inovações da investigação científica
    Os vídeos mais interessantes dedicados à otimização das fermentações
    Aqui encontra as últimas inovações da investigação científica com o objectivo de otimizar as fermentações. Em seguida disponibilizamos alguns dos conteúdos acessíveis através da  subscrição na Info...
    Publicado em:30/09/2020
    Video Clip - Flavescência Dourada #3 – Como fazer a gestão da doença
    Toda a informação que precisa saber para fazer a gestão da FD
    Este vídeo descreve os cinco pilares para a luta contra a FD: - Garantir que as plantações sejam efectuadas com plantas sãs - Actividades de prospecção para identificação de plantas infectadas - Ar...
    Publicado em:25/05/2017
    Flavescência Dourada – Gestão colectiva: a experiência francesa
    François-Michel Bernard, IFV (Institut Français de la Vigne et du Vin)
    Este vídeo descreve as acções efectuadas na Borgonha com o objectivo de gerir a expansão da Flavescência Dourada e as “Boas Práticas” passíveis de serem transferidas para outras regiões vitícolas e...
    Publicado em:14/12/2016
© Todos os direitos reservados
VAT: IT01286830334
ISSN 1826-1590
powered by Infonet Srl Piacenza
Política de privacidade
Este site utiliza cookies que são necessários para a finalidade descrita na política de cookies. Se quiser saber mais sobre cookies, consulte a política de cookies. Ao fechar este banner e ao navegar nesta página, clicando num link ou continuar a navegação de qualquer outra forma, está a concordar com o uso e política de cookies.
Mais informaçãoOK

- A +
ExecTime : 1,765625