italianoenglishfrançaisdeutschespañolportuguês
Idioma
Pesquisa do site

EFEITO DA DESFOLHA NO RENDIMENTO E COMPOSIÇÃO DO MOSTO OU DO VINHO

Gary L. Main, Justin R. Morris, Am.J.Enol.Vitic, 2004, 55, 2

Gary L. Main, Justin R. Morris, Am.J.Enol.Vitic, 2004, 55, 2 A desfolha foi realizada durante quatro anos na Vitis aestivalis com o objectivo de avaliar o seu efeito no rendimento e na composição do mosto e do vinho. Três modalidades diferentes foram comparadas: sem desfolha, desfolha num lado e desfolha nos dois lados da linha. A aplicação destes tratamentos foi efectuada entre 3 a 4 semanas após a floração. Os resultados da experiência demonstraram que o factor “clima do ano” foi aquele que influenciou de forma mais marcada o rendimento e a composição do fruto e do mosto. A técnica de desfolha não teve um impacto claro no rendimento ou na composição da uva. (isto é, número de cachos, peso dos cachos, peso dos bagos, …), e teve um efeito muito ligeiro (em dois dos quatro anos) na composição do mosto. Os vinhos de uvas produzidas em vinhas sujeitas à desfolha apresentaram cor mais intensa. Não foi observada nenhuma diferença entre o rendimento e composição dos vinhos resultantes das modalidades “um só lado” e dois lados”. Nos anos mais quentes, a técnica de desfolha foi eficaz na redução do pH e do teor em ácido málico nas uvas da casta Vitis aestivalis (Vitis aestivalis Michx). Em todas as situações a desfolha parece poder ser considerada como um processo útil para estabilizar a cor, em particular nas regiões vitícolas quentes. Aconselhamos a leitura integral do artigo. Título original: Leaf-removal effects on Cynthiana Yield, Juice Composition, and Wine Composition.

Publicado em 01/02/2005
Páginas relacionadas
© Todos os direitos reservados
VAT: IT01286830334
ISSN 1826-1590
powered by Infonet Srl Piacenza
- A +
ExecTime : 2,296875